sexta-feira, 27 de setembro de 2013

A televisão mina a felicidade familiar?


Não vemos muita televisão cá em casa, é um facto. Contudo também não somos radicais, não creio que a televisão seja a raiz de todos os males.
 
O que pode ser determinante é o tempo que se passa em frente do ecrã, e os programas que escolhemos ver.
 
No que respeita ao tempo e, dependendo do nosso estilo de vida, o ideal é que não vá muito além das 2h diárias. Mais do que isso pode impedir-nos de aprofundar as nossas relações familiares, nomeadamente através de actividades que impliquem comunicação (uma boa conversa, jogos de mesa, etc.). No reverso da medalha, se não exagerarmos, a TV pode permitir-nos relaxar da rotina diária.
 
O outro aspecto de que falei, passa pela selecção de programas. Ver um bom filme pode melhorar o nosso humor. Já assistir continuamente a noticiários (normalmente repletos de más notícias), pode levar-nos ainda mais para «baixo». No que respeita às crianças, há uma série de desenhos animados de cariz educativo (estou-me a lembrar da Dora, que ensina umas palavrinhas em inglês, ou de outros que os ajudam a relaxar e a aprender alguns valores). Tanto para adultos como para crianças, assistir a programas cómicos também tende a atenuar as emoções negativas. Há ainda os documentários ou programas que nos ensinam a ser melhores pessoas. Há que variar, mas fazer uma boa selecção.
 
Cá em casa já quase só vemos TV aos fins-de-semana e, no meu caso, costumo ouvir uma série que aprecio enquanto realizo tarefas domésticas. Por vezes até fazemos sessões de cinema em família (com direito a pipocas e tudo). Em suma, não nos agarramos demasiado há TV, mas também não a tememos. O segredo reside algures no equilíbrio.

Foto: Eric Driggers

3 comentários:

  1. Passei para de fazer uma visita espero vc no meu cantinho bjs.

    http://drea-amigos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  2. Também sou assim. Eu costumo deixar a gravar apenas aquela série ou programa que gosto, e vejo depois quando surge momento de parar um pouco. Não sou presa a tv, muito menos marco horários com ela. Sinceramente, confesso que é muito raro ver canais portugueses...

    ResponderEliminar
  3. Já fazia um tempo que eu não lia tuas postagens, estava com saudades! Como sempre ótimos temas. Tenho TV mas não sou escrava, nem radical. Como disseste tem bons programas e outros nem por isso. Algumas coisas estabeleci não gosto de comer vendo noticiários, mas aprecio uma sessão com as minhas séries preferidas.O importante é mesmo o que nos permitimos escolher para assistir. Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails