segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Pensamento/Lema da semana #535

De todos os ódios,
nenhum supera
o da ignorância contra o conhecimento.”
Galileo Galilei

.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Pensamento/Lema da semana #534


"Que o novo ano comece sendo abençoado por Deus 
e que nossos passos e decisões 
sejam guiados e protegidos por Ele. 
Feliz Ano Novo!” 
Autor desconhecido
.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Best of 2020 – Os melhores posts!!

Que ano desafiante este, não é verdade? Houve alturas, em que sentia tanta necessidade de escrever, mas muito ficou por dizer... Apesar de tudo, não me arrependo, pois estive junto de quem mais precisava de mim. Por vezes temos de escolher as nossas “batalhas”. No meu caso foi priorizar os entes queridos. 

Ainda que tenha sido difícil escrever, quando o fiz, fiz com coração e foco. Hoje partilho aqueles que são os meus posts favoritos. Espero que gostes!

Os melhores posts de 2020:
1 - Como ser mais feliz em 2020 (claro que este post serve para qualquer outro ano)
4 - Como monitorizar o objetivo do “minimalismo” (com as devidas adaptações, pode servir-te de inspiração também para outros objetivos)

Posts sobre livros: 
Este ano foram só 2, com muita pena minha. Ainda assim, são mesmo dos meus posts prediletos.

Livro sobre o qual dei opinião: O Poder do Menos” do Leo Babauta (podes consultar uma lista, com todos os livros sobre os quais dei opinião ao longo dos anos: aqui).

Book haul: Os livros do segundo semestre de 2019 (sim, sei que me atrasei com os “book haul”, mas, mais vale tarde que nunca).

<<>>
Aproveito para te desejar um excelente 2021! Que seja um ano mais fácil, mais leve e mais feliz. Com muita saúde, paz, amor e, claro, felicidade.

«Best of» com os melhores posts de outros anos: 

Foto: Karita 88
.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Pensamento/Lema da semana #533


"Que a paz, a saúde, o amor e a felicidade sejam metas, 
para cada dia do novo ano que se inicia.” 
Mafalda S.

.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Pensamento/Lema da semana #532


"Natal é época de renascimento.
Deixe as angústias morrerem
e tenha fé que o ano que vem
será de vitória.
Autor desconhecido

.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Pensamento/Lema da semana #531


"Dedica-te todos os dias aos teus objetivos. 
O sucesso não vai surgir do dia para a noite, 
mas sim, através da tua perseverança.” 
Autor desconhecido

Foto: Sasint
.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Book Haul - Os livros do segundo semestre de 2019

Hoje publico um daqueles posts que mais prazer me dá em escrever, ou seja, sobre livros. Os meus queridos livros! 

Trata-se do book haul do 2.º semestre de 2019 (sim, só agora - mas mais vale tarde, do que nunca... 😊). Falo dos livros que li, de outros que comprei ou então que me ofereceram. Espero que gostes!

Psicologia e bem-estar

▪️ "À Prova de Stress" de Mithu Storoni (médica, investigadora nas áreas da neuro-oftalmologia e neurociência percetual em Cambridge e Harvard) - O objetivo deste livro é ensinar-nos a ser mais resilientes perante o stress (e eu bem que preciso!).

A autora começa por explicar o funcionamento do stress e os seus efeitos no nosso organismo. Entretanto, são-nos indicados 7 métodos para minimizar os efeitos prejudicais do stress. Esta parte é muito prática, indicando estratégias concretas para aplicarmos na nossa vida. Em termos gerais, passam por: promover a regulação emocional, controlar níveis elevados de cortisol, fomentar o crescimento do cérebro racional, acertar o relógio biológico, extinguir processos inflamatórios, modular a resistência à insulina e dominar a arte da motivação. Ainda não o li todo, mas quero fazê-lo e implementar uma série de sugestões.


▪️ "6 Minutos para Mudar a Sua Vida" de Dominik Spenst (formado em Administração de Empresas, após um acidente grave desenvolveu o método dos 6 minutos por dia e passou a dirigir o projeto UrBestSelf) - Sou fã de livros que nos propõem atividades práticas, para alcançarmos determinado objetivo. Melhor ainda se esse objetivo for uma vida mais plena e feliz, que é o que este livro propõe.

Para tal, inclui um "diário" ao qual nos devemos dedicar 6 minutos todos os dias para que, com o tempo, adquiramos o hábito da felicidade. É-nos proposta uma rotina matinal e noturna durante 66 dias (média que é considerada atualmente para a aquisição de um hábito) Essas rotinas constituem uma reflexão sobre as coisas que nos podem fazer felizes (ex. pela manhã propõe-nos a seguinte questão: "O que tornaria o dia de hoje maravilhoso?"). Também nos desafia semanalmente a realizar uma "atividade para a felicidade" e propõe-nos uma série de questões, que no fundo nos ajudam a focar nas coisas boas da vida. Inclui também quadros para avaliarmos a nossa evolução nas várias áreas da vida.

O livro não propõe uma fórmula da felicidade, até porque não há um único caminho - visto que somos todos diferentes. Ainda assim, tudo o que é proposto baseia-se na ciência, nomeadamente nos estudos da Psicologia Positiva (é feito inclusive um enquadramento teórico, nos primeiros capítulos do livro).


▪️ "Zen. A Arte de Viver Simplesmente" de Shunmyo Masuno (professor no departamento  de design ambiental na Universidade de Tama Art no Japão e na Universidade da Colúmbia Britânica nos EUA, é considerado um dos mais importantes designers de jardins zen do mundo, é também sumo-sacerdote no templo de Kenko-ji no Japão) - Mais um livro prático. A ideia é ir fazendo pequenas alterações à nossa vida habitual, de modo a adquirirmos hábitos para uma vida mais simples e despreocupada (ao estilo zen). No fundo, é novamente a ideia de ter uma vida mais feliz. 

Para tal, o livro reúne 100 sugestões (eu li propositadamente, uma sugestão por dia - ajudava-me a começar o dia com uma energia muito mais positiva). Estas sugestões encontram-se, por sua vez, divididas em 4 partes: 
1.ª parte: 30 formas de dar mais energia ao seu "ser presente" (ex.: acorde 15 minutos mais cedo, descubra os benefícios de uma alimentação à base de vegetais, procure palavras que o inspirem, reduza os seus bens ao essencial, não perca tempo a preocupar-se com coisas que não pode controlar, etc.);
2.ª parte: 30 formas de inspirar confiança e coragem de viver (ex.: tenha prazer no seu trabalho, não se sinta desmotivado pelas tarefas que tem pela frente, não se compare com os outros, não desperdice,  acredite em si, sente-se em silêncio na natureza, etc.);
3.ª parte: 20 formas de aliviar as preocupações e a confusão (ex.: cultive a consciência da gratidão, aprenda a desapegar-se, não se deixe influenciar pelas opiniões dos outros, tenha fé, faça alguém feliz, etc.);
4.ª parte: 20 formas de tornar um dia o melhor dos dias (ex.: esteja "aqui e agora", reconheça a proteção que tem, seja positivo, acredite em si mesmo sobretudo quando se sente ansioso, repare nas mudanças de estação, preze estar vivo todos os dias, aproveite a vida ao máximo, etc.).


▪️ "Wabi Sabi" de Beth Kempton (mestre em Língua Japonesa - apesar de ter nascido no Reino Unido, viveu e trabalhou vários anos no Japão, tendo-se apaixonado pela sua cultura) - Segundo as palavras da autora "O wabi sabi é um conceito fascinante da cultura japonesa, que nos ajuda a apreciar a beleza da imperfeição e da simplicidade, e a aceitar a natureza transitória das coisas." A ideia do livro é que possamos aplicar o conceito do wabi sabi na nossa vida e, dessa forma, conseguirmos desacelerar, reconectarmo-nos com a Natureza e sermos mais gentis connosco.

A autora começa por explicar o conceito do wabi sabi, as suas origens e a relevância nos dias que correm (um mundo acelerado e impulsionado pelo consumismo). Entretanto, fala da aplicação do conceito, com dicas práticas sobre: 
- como simplificar e embelezar o que nos rodeia (ex.: dicas úteis de organização; criar espaço, uma divisão de cada vez; como estimular as compras de alma cheia; dez princípios para uma casa inspirada em wabi sabi; etc.);
- como viver com a Natureza (ex.: o ritmo das estações, perguntas para o ajudar a sintonizar-se com a Natureza, entrar em sintonia com o seu ritmo natural, dicas úteis para o banho de floresta, etc.);
- como aceitar o desapego (ex.: aceitar o passado, aceitar o presente, escolher cuidadosamente os seus modelos de referência, ver a beleza na imperfeição, praticar a aceitação, etc.);
- como reformular o fracasso (ex.: dez formas de nutrir a resiliência, seis passos livres de stress para aprender como fracasso, cinco maneiras de edificar a confiança criativa, etc.);
- como acalentar os relacionamentos (ex.: ser gentil com quem amamos, generosidade de espírito: procurar o bem, ajudar os outros a pertencer, etc.);
- como desfrutar do percurso profissional (ex.: utilize as suas ferramentas inspiradas em wabi sabi, olhe sob a superfície da sua carreira atual, percorra o seu próprio caminho, a excelência em detrimento da perfeição, estar aberto à mudança, etc.);
- como valorizar os momentos (ex.: viva uma vida longa, viva bem; a beleza de envelhecer; encontrar alegria em pequenas coisas; como planear mais momentos perfeitos; organizar as finanças).

Por último, a autora partilha algumas dicas úteis para quem ficou inspirado a visitar o Japão. Quem me dera, um dia...


▪️ "Calm" de Michael Acton Smith (fundador de marcas como a Mind Candy e a Moshi Monsters, co-fundador da aplicação Calm) - Um livro cujas páginas realmente transmitem calma e serenidade.

Sinto-o como uma pausa do ritmo alucinante que levamos. Cheio de ideias para relaxarmos e apreciarmos as pequenas coisas. Com frases inspiradoras e imagens lindíssimas. A ideia do livro é que adotemos justamente uma postura mais tranquila, através da adoção de pequenos gestos relaxantes, no nosso dia-a-dia.

O livro aborda vários temas e, dentro deste, são sugeridas várias atividades: 
- a Natureza (ex.: meditação na Natureza, ler poesia, serenidade através dos aromas, etc.);
- o Sono (ex.: ideias para um quarto mais acolhedor, alongamentos calmantes, regras do sono profundo, etc.);
- Viajar (ex.: meditação em viagem, fazer caminhadas, como ter uma viagem feliz, etc.);
- os Relacionamentos (ex.: desligar o telemóvel, a árvore do amor, lista das pessoas que nos fazem mais felizes, etc.);
- o Trabalho (fechar os olhos e imaginar o local de trabalho perfeito, exercícios para combater a ansiedade, 25 formas de fazer uma pausa, etc.);
- as Crianças (o frasco da mente - para ajudar os filhos a compreenderem como uma mente mais calma pode ajudá-los, antes de dormir pedir pedir à criança para enumerar 3 coisas que a fizeram feliz [tem piada porque eu fazia isto com a minha filha, quando ela era pequenina], criação de personagens através do desenho, etc.); 
- a Criatividade (livros para colorir, meditação da criatividade, criar um mapa mental, etc.);
- a Alimentação (o ritual do chá, comer com consciência plena, comida reconfortante para saborear, etc.).

Para além das várias ideias, o autor ainda sugere o uso da aplicação calm (nunca testei, apesar de seguir o perfil do Instagram) e a escrita de um diário (o próprio livro apresenta sugestões de páginas, para o efeito, pois a escrita também pode ser terapêutica - da minha parte, confirmo).

Só há um detalhezinho que me chateia neste livro: a falta de índice. A sério, não entendo a ideia de não o colocar, porque facilita imenso na localização dos assuntos. Vá-se lá entender...


▪️ "A Vida é Curta, mas Pode Ser Maravilhosa" de Dale Carnegie (orador motivacional) - Este livro, confesso que ainda não li. Mas estou bastante curiosa, pois gostei imenso do "Como Deixar de se Preocupar e Começar a Viver"(fiz review aqui). O autor foi (e ainda é) um dos grandes expoentes da auto-ajuda e confesso que isso me deixava apreensiva, pois raramente tinha interesse em livros sem base cientifica. Só li o livro sobre as preocupações porque mo emprestaram... mas gostei tanto, que acabei por adquirir um para mim. A verdade é que a sua escrita é inspiradora, motivante e grande parte das ideias vieram depois a ser comprovadas. Aliás, as ideias propagadas pelo autor não vieram do nada, mas de anos de trabalho e experiência junto de pessoas que conseguiam ultrapassar os seus problemas e preocupações e ser bem-sucedidas.

Este livro assenta na premissa de que cada pessoa tem a capacidade para melhorar a sua vida, elaborando um plano específico para as suas necessidades. Para isso necessita de diagnosticar os seus pontos fortes e fracos (inclui inventários de auto-avaliação), fortalecer os primeiros e suplantar os segundos. 

O livro apresenta várias formas para enriquecermos a nossa vida, nomeadamente:
- como equilibrar as fases-chave da vida: pessoal, familiar, do emprego e carreira, das atividades sociais e outros;
- como reduzir o stress e as preocupações ao mínimo;
- como desenvolver um estilo de vida orientado para a saúde;
- como interagir de forma mais eficaz com os outros, incluindo com pessoas difíceis;
- como tornar-se uma pessoa carismática;
- como controlar as suas emoções (nos dias de hoje, talvez disséssemos: como aumentar a sua inteligência emocional...).

Minimalismo


▪️ "Menos com Menos Dá Mais" de Vicki Vrint (organizadora profissional) - Li este livro nas férias e senti-me tão inspirada para a mudança... A ideia do livro é ajudar-nos a eliminar as coisas de que não precisamos. Com isso poderemos ganharmos espaço e focarmo-nos em aspetos mais positivos e benéficos. Não se resume portanto ao destralhe da casa. Abrange todas as áreas da vida.

O livro é muito bonito por dentro. Tem fotos e ilustrações encantadoras e citações motivadoras. Quanto ao texto, também é minimalista, pois é um livro leve, que traz a informação essencial - relevante e inspiradora. Está dividido por temas que, por sua vez,  incluem diversas dicas práticas: 
- menos preocupações (ex.: mantenha o foco, destressar de forma simples, ânimo instantâneo, etc.);
- menos tralha (ex.: não seja acumulador, menos despesas, adira ao verde, etc.);
- menos comida de plástico (ex.: destralhar a dieta; menos açúcar, mais energia; supere os maus hábitos; etc.);
- menos relações stressantes (ex.: detox ao grupo de amigos, tenha tempo para os entes queridos, consiga paz de espírito; etc.);
- menos estímulos (ex.: hora do sossego, ponha a leitura em dia, desligue da negatividade, etc.);
- menos pensamentos tóxicos (ex.: vença os medos sociais, reprograme o cérebro, basta de queixas!, etc.);
- fazer menos (ex.: organize-se, seja mais eficiente, menos internet, etc.);
- menos espaços fechados (ex.: sintonize-se com as estações do ano, volte a ligar-se à Natureza, faça exercício ao ar livre!).


▪️ "Essencialismo" de Greg McKeown (jornalista, consultor, dá conferências sobre o movimento Essencialista) - Ainda estou no início desta leitura e já acho que é um daqueles livros que irá melhorar a minha vida. Porque levo uma vida demasiado corrida. Quero fazer menos,  mas melhor. Quero ter mais tempo para mim, para a minha família, para os meus sonhos...

E como o Essencialismo pode ajudar? Porque este ajuda-nos a controlar as nossas escolhas, a identificar as tarefas verdadeiramente importantes: o tal fazer menos, mas melhor. Noutras palavras, ensina-nos a  fazer pausas para refletirmos se estamos a investir nas atividades certas. Só assim, nos tornaremos realmente produtivos e bem-sucedidos no trabalho e teremos tempo para a nossa vida pessoal.

O livro está dividido em 4 partes:
- parte I: Essência (Qual o cerne da forma de pensar essencialista?);
- parte II: Explorar (Como podemos distinguir os muitos triviais dos pouco vitais);
- parte III: Eliminar (Como podemos excluir os muitos triviais?);
- parte IV: Executar (Como podemos fazer as poucas coisas vitais quase sem esforço?).


▪️ "O Poder do Menos" de Leo Babauta (repórter, autor do blog ZenHabits.net) - (Fiz review do livro aqui). Esta foi uma releitura e, incrivelmente, sinto que aprendi coisas novas - ou pelo menos agora, fazem mais sentido.

O livro é muito voltado para a gestão de tempo. Ajuda-nos a identificar o essencial e a libertar-nos do que não nos faz falta. Dessa forma, conseguiremos focar a nossa atenção nos objetivos que poderão melhorar a nossa vida e fazer-nos mais felizes.

Está dividido em 2 partes:
- Parte I - fala dos princípios que nos irão ajudar a simplificar a nossa vida e a sermos produtivos, nomeadamente: 1. Fixar limites; 2. Escolher o essencial; 3. Simplificar; 4. Concentrar-se; 5. Criar hábitos; 6. Começar por algo pequeno;
- Parte II - mostra-nos como aplicar estes princípios no nosso dia-a-dia. 


▪️ "Adeus, coisas" de Fumio Sasaki (editor na Wani Books, co-autor do blog Minimal & ism, sobre minimalismo) - O autor não se considera um guru do minimalismo, mas alguém que levava uma vida stressante, com coisas em excesso e comparando-se constantemente com os outros. Até que um dia decidiu mudar e desfazer-se de anos de acumulação, experiência que partilha neste livro.

Citando o próprio autor sobre a estrutura do livro: "O Capítulo 1 analisa a definição de um minimalista e o que significa sê-lo. Também explora algumas das razões por que acredito que a população minimalista tem vindo a crescer nos últimos anos. O Capítulo 2 questiona o porquê de termos acumulado tanto. Tem em conta os hábitos e os desejos que alimentamos, enquanto seres humanos, e os significados por detrás de todos os objetos que possuímos. O Capítulo 3 apresenta algumas regras e técnicas básicas para reduzir os nossos bens materiais. Compilei métodos para deitar várias coisas fora, acompanhados de uma lista para os minimalistas que se queiram separar de mais artigos, bem como um remédio para os minimalistas que se viciam em deitar coisas fora. O Capítulo 4 aborda as mudanças por que passei quando diminuí o número dos meus bens a um mínimo absoluto. Juntamente com os resultados psicológicos, oferece uma ideia das coisas positivas que me aconteceram, quando me tornei minimalista, e a sensação de felicidade de que me tornei mais consciente. O Capítulo 5 oferece uma análise mais profunda do porquê de as alterações por que passei me terem tornado mais feliz e aborda o que, de um modo mais geral , aprendi acerca da felicidade, ao longo deste percurso."


▪️ "Menos é Mais" de Francine Jay (autora do blog Miss Minimalist e de vários livros sobre minimalista) - Mais uma releitura. 😊 Este é um livro que se foca no destralhe e organização da casa.

O livro encontra-se dividido em 4 partes:
- Parte I - A autora fala-nos da filosofia minimalista e dos benefícios que esta pode trazer para a nossa vida;
- Parte II - São-nos indicados 10 passos para acabar com a desorganização em casa e conseguir mantê-la organizada ao longo do tempo;
- Parte III - Aqui são-nos dadas dicas para destralharmos e organizarmos, cada divisão da casa (sala, quartos, etc.);
- Parte IV - Por último são-nos dadas sugestões para lidarmos com as coisas dos outros e os envolvermos neste processo (com dicas para todas as idades, incluindo o/s filho/s e o/a parceiro/a).

Organização doméstica


▪️ "Adeus, Tarefas Domésticas" de Barty Phillips (jardineira e designer, foi correspondente do Observer e agora é escritora freelancer para várias revistas sobre temas do jardim e da casa) - A ideia da autora não é a busca pela perfeição, por uma casa imaculada, pois considera que haverá sempre um q.b. de desarrumação e sujidade. A ideia é aproveitar as tecnologias e truques a nosso favor, com o intuito de: termos a sensação de controlo sobre a casa e ganharmos algum tempo livre extra.

No estado em que anda a minha vida (sem tempo livre quase nenhum), é um pouco absurdo como é que este é um dos livros que ainda não li. É pequenino (124 páginas, incluindo um índice remissivo - o que ajuda bastante a localizar temas específicos). Os temas abordados são os seguintes:

1 - Controlar a tecnologia - tem que ver com o uso de eletrodomésticos, produtos de limpeza e outros utensílios, de forma a facilitar-nos a vida.
2 - Dominar criaturas indesejadas - sabem aquelas coisas chatas que podem surgir lá em casa (tipo traças, baratas, mosquitos, carunchos, etc.). Dá-nos sugestões para resolvermos o problema. Até fala de raposas... de vez em quando via uma ou outra a caminho do trabalho (são muito lindas!), mas cá em casa duvido que apareçam... 😁
3 - Dominar animais de companhia e família - fala de coisas como aqueles que estorvam e os potenciais ajudantes, soluções de arrumação, animais de companhia, brinquedos, quartos de adolescentes...
4 - Dominar a sujidade em casa - tem truques de limpeza para as várias áreas da casa.
5 - Dominar nódoas e manchas - mostra-nos 6 técnicas básicas para lidar com as nódoas, e indica-nos como tratar uma série de nódoas específicas (ex.: de bolor, álcool, pastilha elástica, verniz das unhas, etc.).


▪️ "Uma Casa Organizada" de Paula Margarido (arquiteta, especialista em Feng Shui, criadora do projeto de consultoria A Link to Balance) - Pessoalmente, gosto imenso dos livros da Paula Margarido (em tempos fiz resenha do livro “Destralhe a sua Casa”). Livros muitos práticos, com ensinamentos preciosos e um design encantador.

A autora aborda temas como:
- uma casa saudável (fala de como a casa pode influenciar a nossa saúde e felicidade, radiações, eficiência energética, etc.) - este capítulo fez-me lembrar um livro que li no passado, de que também gostei bastante: “Uma casa mais saudável, uma família mais feliz” de Marcelina Guimarães (arquiteta) e Miguel Fernandes (geógrafo);
- uma casa simples (para criarmos uma casa minimalista, mas cheia de alma);
- uma casa holística (neste capítulo, a autora ensina-nos a criar harmonia, paz e tranquilidade em cada divisão da casa - para isso poderemos ativar os sentidos através do ar, da luz, do olfato, da aromaterapia, do som, dos cristais, das plantas. Fala inclusive da criação de um espaço para meditar.);
- uma casa com Feng Shui (a autora indica-nos, num capítulo super-completo, como criar boas vibrações, aborda os princípios básicos do Feng Shui e explica-nos como aplicar esses princípios na nossa vida e na nossa casa);
- a cor da casa (é-nos mostrado como as cores que utilizamos em casa podem afetar a nossa vida, fala-nos da terapia das cores e também analisa, cor a cor, segundo o Feng Shui).

A autora inclui ainda dois capítulo com casos práticos e com dicas extras para pôr este livro em prática.

Ecologia


▪️ "A Nossa Casa está a Arder" de Greta Thunberg (ativista ambiental), Svante Thunberg (ator, ativista ambiental, pai da Greta e da Beata), Beata Ernman (cantora, ativista ambiental, feminista, irmã da Greta) e Malena Ernman (cantora, ativista ambiental, mãe da Greta e da Beata) - Este livro retrata a história de Greta e da sua família. Fala de todos os desafios que ela enfrentou enquanto criança autista (e não foram poucos). Mas também de como ela convenceu a própria família, a mudar de estilo de vida (e mudaram mesmo, radicalmente),  de modo a defenderem o planeta.

Fala também do percurso da Greta, na chamada de atenção do mundo, para a necessidade de não poluirmos o planeta. Fá-lo de forma apaixonada e aguerrida, para que façamos alguma coisa, antes que seja tarde demais.

Nota: Sei que há os defensores e os críticos da Greta. Na minha opinião pessoal, que já li vários livros sobre a temática ambiental e até tive uma cadeira de Educação Ambiental na Universidade, as ideias que ela difunde, há muito que são divulgadas por cientistas (só que infelizmente, estes nem sempre são ouvidos). O fato de ela, com a sua tenra idade, fazer algo para chamar a atenção para o problema, é um gesto louvável, de verdadeira cidadania. Antes de criticarmos, acho que deveríamos louvar a sua coragem, porque nem todos a têm (e nem irei falar dos negacionistas...).


▪️ "Mude de Alimentação, Salve o Planeta" de Suzy Amis Cameron (foi modelo e atriz, ativista ambiental, estando à frente de várias iniciativas que visam salvar o planeta através de uma alimentação sustentável) - Esta é uma das minhas leituras atuais. 

O livro apresenta o plano OMD (One Meal a Day). A ideia é trocar uma das refeições que fazemos por dia (o que não custa tanto) à base de carne ou laticínios, por uma refeição de origem vegetal. Sempre assente em estudos científicos, a ideia é que com esta mudança possamos salvar a nossa saúde e reduzir a pegada de carbono para metade.

A autora (que a propósito é esposa do realizador James Cameron, também ele adepto de uma alimentação mais vegetal), apresenta diversos estudos que justificam que esta mudança alimentar traz imensos benefícios para a saúde e para o planeta. 

O livro fala entretanto do plano OMD propriamente dito. Por exemplo como cobrir todas as necessidades nutricionais, dicas sobre vários alimentos, como fazer compras mais amigas do planeta, o que devemos ter na despensa, sugestões para o plano correr bem. Inclui também uma série de receitas, em que nos podemos inspirar. Ah! Traz ainda uma "calculadora" que nos permite perceber aquilo que poupamos ao planeta, se não consumirmos determinada quantidade de alimento (ex.: se eliminarmos 70 g de carne de vaca, estaremos a poupar aproximadamente 1079,06 l de água, 18,13 m² de desflorestação e a impedir uma emissão de gases equivalente a conduzir 8,63 km). 

Alimentação saudável (macrobiótica)


▪️ "Mente Sã. Corpo São" de Francisco Varatojo (formado em Macrobiótica pelo Instituto Kushi de Boston, foi presidente da International Macrobiotic Assembly e diretor do Instituto Macrobiótico de Portugal) - Só agora me apercebi, que deixei estes livros sobre macrobiótica, meio esquecidos. Ainda não os li. No ano que vem espero rectificar isso.

A proposta deste livro é ensinar-nos a viver melhor, da seguinte forma:
- aprendendo a potenciar a nossa energia (o autor fala da energia KI, do equilíbrio entre o Yin e o Yang);
- lendo os sinais do corpo (de modo a fazermos um autodiagnóstico sobre a nossa situação de saúde);
- fazendo alterações à nossa alimentação (seguindo as orientações da macrobiótica, claro; ex. de indicações: quais os alimentos saudáveis para uso diário, métodos culinários, receitas);
- cuidando da saúde em geral (o autor inclui remédios caseiros para uma série de problemas de saúde);
- promovendo a atividade física (inclui imagens de diversos exercícios, incluindo automassagem);
- dar mais importância ao Ser do que ao Ter (indicando como promover o crescimento da nossa consciência, como poderemos melhorar qualidades que contribuem para o nosso auto-desenvolvimento [ex.: gratidão, positivismo, empatia, etc.], como poderemos melhorar as boas relações interpessoais e manter uma vida social gratificante);
- a nossa relação com o meio ambiente (fala por exemplo da importância do uso de materiais naturais, da emissão de gases de estufa e alterações climáticas, da escassez de água e do consumo de energia).

O livro inclui, para além de muitas dicas práticas: testes, exercícios, um glossário e uma bibliografia que o autor aconselha (dividida por temas).

▪️ "Os Alimentos também Curam" de Francisco Varatojo (formado em Macrobiótica pelo Instituto Kushi de Boston, foi presidente da International Macrobiotic Assembly e diretor do Instituto Macrobiótico de Portugal) - Este outro livro de Francisco Varatojo é voltado especificamente para a alimentação. Neste, chama a atenção para o poder dos alimentos como remédios primários, preventores da doença e estimuladores de uma vida com mais qualidade. 

O autor começa por explicar o que é a macrobiótica e quais os seus princípios.

Segue-se uma viagem pelos diversos sistemas do nosso corpo, onde o autor refere, para cada um deles, a sua importância, os principais problemas e respetivas causas, o diagnóstico e o tratamento. Os sistemas abordados são os seguintes: aparelho digestivo, hipoglicemia e diabetes, aparelho circulatório, sistema linfático, aparelho respiratório, aparelho excretor, aparelho reprodutor feminino e masculino, sistema endócrino e sistema nervoso. Engloba ainda um capítulo sobre saúde infantil.

No final do livro inclui várias receitas macrobióticas e remédios caseiros.

História


▪️ "História de Abrantes" de Alves Jana (doutorado em Filosofia, coordenador do projeto Historiadores Locais do Ribatejo, membro do CEHLA - Centro de Estudos de História Local de Abrantes), Davide Delfino (doutorado em Arqueologia, investigador no Centro de Geociências da U.C., professor do Instituto Politécnico de Tomar e consultor de arqueologia da Câmara Municipal de Abrantes), Joaquim Candeias da Silva (mestre em História Moderna e doutorado em Letras, investigador, membro do CEHLA), Isilda Jana (historiadora, com pós-graduações em Museologia e Educação e em Gestão de Museus e Coleções de Arqueologia, membro do CEHLA) e José Martinho Gaspar (professor de História, mestre em História Contemporânea, coordenador do CEHLA, dirige a revista Zahara) - Claro que este livro, certamente tem mais interesse para quem tem alguma ligação a Abrantes. Ainda assim, não podia deixar de partilhar. Já li alguns livros sobre a história da minha cidade, mas este foi sem dúvida, o meu preferido. 

O livro começa por falar nos tempos pré-históricos e só termina nos dias de hoje. Repleto de imagens e de tantos, mas tantos fatos interessantes. Acredita, ao descobrir tanta coisa gira sobre a minha cidade, fez-me   apreciá-la ainda mais.

Para além disso, este livro será sempre um marco na minha vida, também por outro motivo. Estava eu embrenhada na leitura, quando fui pesquisar algo à Internet (para perceber melhor uma informação). Quando dei por mim, estava num site que permite aceder aos registos paroquiais portugueses. Foi a partir daí que consegui fazer uma investigação sobre a minha árvore genealógica (ver este post e este). Sem este livro, talvez nunca tivesse descoberto que tinha origens também no Alentejo, ou em Valença do Minho... nem que tinha tido uma avó com o nome de Escolástica. 😄

Se tiveres interesse sobre Abrantes, aconselho-te vivamente este livro (comprei-o num café da cidade, mas acredito que também exista nas livrarias, no Welcome Center, etc.). Se fores de outra região, experimenta conhecer algo mais sobre a história da tua terra. Às vezes descobrem-se coisas tão surpreendentes...


▪️ "Portugal e o Segredo de Colombo" de Manuel da Silva Rosa (historiador, um dos maiores especialistas mundiais sobre a vida de Cristóvão Colombo) - A primeira vez que tive uma chamada de atenção para a possibilidade do Cristóvão Colombo ser português, foi ao ler “O Codex 632” de José Rodrigues dos Santos. Apesar de ser um livro de ficção, toda a história se baseava em documentos históricos genuínos.

Depois disso, queria muito ler algo sobre o tema, mas escrito mesmo por um historiador. Foi então que descobri o trabalho do luso-americano Manuel da Silva Rosa. Ele dedicou toda a sua vida profissional a investigar o assunto. Foi por exemplo o único historiador português a colaborar nos estudos de ADN de Colombo, promovidos pela Universidade de Granada. Serviu também de conselheiro à UNESCO e ao Governo do Haiti, sobre o alegado descobrimento da nau Santa Maria. Fora uma série de prémios e nomeações internacionais, relacionados com as suas investigações. Portanto, é alguém que realmente, está  por dentro do tema.

Quanto a mim, simplesmente adorei o livro! Ao longo de toda a obra, o autor tenta desfazer mitos (como por exemplo a teoria do Colombo ser genovês) e reforçar até ao mínimo detalhe as altas probabilidades dele ser português... tudo isto, recorrendo a uma série de documentos históricos (estando muitos excertos ou até a totalidade de documentos, representados no livro). As gravuras são imensas (de documentos, mapas, genealogias, pinturas, objetos...). O autor pode parecer por vezes repetitivo, mas entende-se que é para tentar clarificar tudo, até ao mínimo detalhe. Ah! Também achei interessante saber mais pormenores da história da minha cidade, algures nas páginas deste livro...

A parte final do livro, é a única que pode ser considerada especulativa. Nesta o autor propõe uma teoria para explicar qual teria sido a origem efetiva de Colombo. Faz sentido. Contudo, falta a prova final. Sinceramente, pensei numa prova e é essa que o autor justamente procura. Talvez esteja algures na Madeira... mas também pode estar noutras paragens... e isso está a ser investigado.

Livro muito interessante. O meu ficou repleto de sublinhados.


▪️ "Sapiens. História Breve da Humanidade" de Yuval Noah Harari (historiador, investigador e professor de História do Mundo na Universidade Hebraica de Jerusalém) - O primeiro livro que li do autor foi o “21 Lições para o Século XXI”. Na altura achei a escrita de Yuval Harari muito interessante. Inteligente, por vezes assustadora, ainda assim, com rasgos de esperança. Achei que uma parte poderia ter ficado mais completa, mas de resto adorei. Os críticos dizem que esse livro fica aquém dos dois que aqui apresento e foi por isso que os adquiri. Mas, confesso que ainda não os li. De qualquer modo, vou abordar os temas centrais dos mesmos.

Recorrendo a ideias da paleontologia, antropologia e sociologia, Yuval Noah Harari, faz uma descrição da evolução da humanidade, desde o surgimento da espécie humana, passando pela Revolução Agrícola, à Unificação da Humanidade e aos tempos mais recentes das revoluções tecnológicas e políticas do século XXI - que nos transformaram numa espécie de deuses (capazes de criar, mas também de destruir). 

Pelo que espreitei do livro, o autor mantém um registo de escrita super-inteligente, ensinando-nos sobre a nossa história e o nosso impacto no planeta.

O futuro da Humanidade


▪️ "Homo Deus. História Breve do Amanhã" de Yuval Noah Harari (historiador, investigador e professor de História do Mundo na Universidade Hebraica de Jerusalém) - Como o título diz, este livro tenta fazer uma previsão acerca do que nos reserva o futuro. Do novo passo evolucional da humanidade, a que o autor chama de Homo Deus.

Aborda os desafios e as possibilidades que o século XXI poderá trazer - desde o vencer da morte, à vida artificial; a alteração das relações entre humanos e com outras espécies; a possibilidade do desaparecimento da guerra (coisa que, na minha humilde opinião, duvido muito); o desaparecimento da fome, etc. Supostamente, “A história começou quando os homens inventaram os deuses e terminará quando os homens se transformarem em deuses”. Segundo o autor, a engenharia genética, na nossa busca por felicidade e poder, fará com que os humanos comecem a mudar característica, a característica, até virtualmente não serem mais humanos. Fala da tão discutida inteligência artificial. São abordadas questões como: para onde seguir a partir daqui? Como proteger o mundo dos poderes destrutivos do ser humano?

Para quem tem lido tanto sobre as consequências das alterações climáticas, como eu, tenho sérias dúvidas de que o futuro seja tão pacífico e linear como o descrito. Mas não posso criticar sem ler o livro primeiro. Alguns críticos dizem aliás, que é o mais interessante de todos os livros do autor.  

Ficção - Romances


▪️ "Imortal" de José Rodrigues dos Santos (jornalista, doutorado em Ciências da Comunicação e professor da Universidade Nova de Lisboa) - Este livro, parece a versão ficcional do livro anterior de Yuval Noah Harari, o “Homo Deus”. As aventuras de Tomás Noronha são sempre fascinantes. Mas confesso que desta vez, o livro foi como um soco no estômago. Aprendi muito sobre inteligência artificial, que apesar de ter aspetos bem positivos (por exemplo no combate da doença), me assusta ao nível da falta de privacidade (com a partilha dos nossos dados) e com a possibilidade de controle sobre os humanos. O exemplo de quase total controlo dos cidadãos, como o que se passa na China, dá-me francamente arrepios.

Quanto à história em si, tudo começa quando um cientista chinês anuncia, sem ninguém estar à espera (inclusive o governo do seu país), o nascimento de dois bebés geneticamente modificados. Logo de seguida, é raptado. A imprensa internacional interroga-se sobre o seu paradeiro e os serviços secretos começam a tentar encontrá-lo. 

O herói se sempre, Tomás Noronha, é interpelado em Lisboa por um desconhecido. Pertence à agência americana de tecnologia, DARPA, e revela-lhe um projeto secreto inspirado no Homem Vitruviano, de Leonardo da Vinci (conversa que ocorre no seu apartamento, repleto de tecnologia, que nos dá um vislumbre da utilidade da inteligência artificial, mas também de como os nossos dados são escrutinados).

Entretanto, o apartamento onde ambos se encontram explode e o metro para onde fogem sofre uma colisão mortífera. O mundo parece enlouquecer.

Tomás torna-se testemunha do maior acontecimento da história da humanidade. O momento em que a máquina pode superar o homem e em que a ciência está perto do seu maior feito: acabar com a morte.

As questões que ficam:  Estará a humanidade à beira do fim? Ou perante um novo início? 

Uma aventura de cortar a respiração, sobre o futuro da humanidade.


▪️ "Tristão e Isolda" de Joseph Bédier (escritor, investigador e historiador da França medieval) - Eu andava com vontade de ler um clássico. Encontrei este livro nas minhas estantes e não ficou aquém das expectativas.

Trata-se de uma história de amor, daquelas arrebatadoras, que atravessou séculos e chegou aos nossos dias. Uma antiga lenda, transmitida oralmente de geração em geração, pelos antigos celtas. Foi entretanto registada, mas em forma de poesia, algures no século XII. Já em 1900, Joseph Bédier adaptou o texto, criando finalmente esta versão em prosa.

No livro é relatada a história de Tristão, um jovem órfão, mas também corajoso cavaleiro da Cornualha (que na realidade era filho da Rainha Brancaflor, irmã do rei Marcos, seu protetor, e do Rei Rivalen). A sua mãe morrera ao dá-lo à luz e o seu pai numa batalha, na qual o Duque Morgan ocupou as suas terras. O rapaz foi dado como morto e viveu incógnito sob a proteção do seu tio Marcos.

O bom relacionamento que mantinha com o tio, acabara por causar inveja aos outros nobres, que exigiam que o rei casasse e assim gerasse um herdeiro (para que Tristão não o sucedesse no trono). Marcos pede então ao sobrinho, para que realize uma viagem, a fim de buscar Isolda - uma linda dama irlandesa de cabelos dourados - para que esta se tornasse sua esposa.

Tristão assim o fez. O problema, é que acidentalmente, Tristão e Isolda bebem uma poção do amor, apaixonando-se loucamente. Contudo, esse amor é ameaçado pelo pai de Isolda, um tirano que nutre o desejo de conquistar todo o reino da Cornualha, e que deseja a morte do jovem Tristão. Por outro lado, o próprio Tristão, não quer dececionar o seu tio. Mas um amor assim tão forte, é impossível de ser apagado...

Ficção - Fantasia


▪️ "Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban - Edição Ilustrada" de J.K. Rowling (escritora, bacharel em artes e em Estudos Clássicos) e ilustração de Jim Kay (ilustrador) - Este é o meu livro preferido até agora, da série de Harry Potter. Como é envolvente e apaixonante! Para além disso, esta versão ilustrada, de tamanho A4 e capa dura, é maravilhosa!

Desta vez, Harry não conseguira conter-se e quebrara uma das regras principais da escola de Magia de Hogwarts - não praticar feitiços fora do muro da escola. Mas não se aguentou perante o comportamento insuportável da tia Marge, que acabou suspensa no ar, inchada como um balão. Harry acabou por fugir da casa dos Dursleys (únicos familiares vivos de Harry) no autocarro cavaleiro e agora teme estar metido em sarilhos.

No entanto, no Ministério da Magia estão mais preocupados com a fuga de Sirius Black da prisão de Azkaban. Sirius é considerado extremamente perigoso e um dos seguidores de Lord Voldemort. Por isso, certamente virá em perseguição de Harry Potter.

Para maior segurança, o Ministério da Magia enviou os Dementors de Azkaban - com o seu terrível beijo sugador de almas - para vigiar o recinto da escola de Hogwarts. Contudo, este terceiro ano em Hogwarts, não será fácil para Harry, que é perseguido por rumores obscuros e presságios de morte, enquanto vai descobrindo novas verdades sobre o seu passado...


▪️ "Harry Potter e o Cálice de Fogo - Edição Ilustrada" de J.K. Rowling (escritora, bacharel em artes e em Estudos Clássicos) e ilustração de Jim Kay (ilustrador) - Gosto tanto destes livros, que estou a prolongar a leitura no tempo. Leio umas duas páginas por semana ou pouco mais e, por isso, ainda não terminei. A história é interessantíssima, mas como ainda não publicaram o livro seguinte desta edição, estou mesmo a prolongar a leitura... que não quero que acabe, de tão interessante e mágica que é.

Nesta nova aventura, Harry Potter fica felicíssimo por não ter de aturar os Dursleys até ao início do novo ano escolar. Graças à Taça Mundial de Quidditch, vai passar os últimos quinze dias de férias na companhia dos Weasleys, a família do seu amigo Ron.

No entanto, nem tudo irá correr pelo melhor. Quando Harry começa a sentir uma dor terrível na sua cicatriz, pressente que Lord Voldemort anda a rondá-lo e adquiriu mais poder. Entretanto, a Marca Negra surge nos céus sobre a Taça Mundial de Quidditch, pelo que Harry tem a confirmação de que o perigo o persegue.

Entretanto, este é um ano escolar muito especial, pois irá realizar-se o célebre Torneio dos Três Feiticeiros, onde se enfrentam provas de magia e bravura, desafiantes até para os melhores feiticeiros. Harry é escolhido pelo Cálice de Fogo para representar Hogwarts, numa competição que quase lhe irá custar a vida.

Para além disso, Harry vê-se frente a frente com Voldemort, e ele sabe que o maior desejo do senhor das trevas é vê-lo morto...

<<>>

Fotos: Mafalda S.
Parceria: Wook - Significa que se comprares através destes links, estarás a ajudar o blog. Isto porque uma pequena comissão das tuas compras, reverterá em descontos nas nossas aquisições de livros. Desde já, obrigada!
.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:
Related Posts with Thumbnails