segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Pensamento/Lema da semana #224


"(…) a felicidade não aparece só porque se eliminam todas as fontes de sofrimento; 
tem de ser directamente estimulada." 
Américo Baptista

Foto: stokes rx

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Pensamento/Lema da semana #223


"Nunca permita que as improbabilidades o impeçam de perseguir 
o que, no fundo, sabe que nasceu para fazer." 
Satchel Paige

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Este é o espírito para 2015!

Desejo-te um excelente Ano Novo!
Sobretudo, que tenhas motivação e energia positiva, para lutares por uma vida mais feliz!
Aqui estão umas boas resoluções para levar adiante, no ano que vem...


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Pensamento/Lema da semana #220


"Oxalá pudéssemos meter o espírito de natal em jarros 
e abrir um jarro em cada mês do ano." 
Harlan Miller

Foto: Kiuko

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Pensamento/Lema da semana #219


"Há pessoas tão alegres, tão meigas, tão felizes 
que ao entrar numa habitação parece que lhe dão luz." 
Worl Beecher

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Porque escrevo menos...


Continuo a adorar a escrita, a pesquisa sobre a temática da "felicidade" continua a apaixonar-me e este blogue continua a fazer-me bem. Contudo, cada vez escrevo menos.

A verdade é que sinto um cansaço avassalador, bem mais intenso do que na primeira gravidez. Para escrever quase que tenho de o fazer deitada. É pena, porque a escrita faz-me tão bem. Mas é por uma causa maior, pelo meu amor pequenino, o meu príncipe que (se não se antecipar) nasce em Janeiro.

Por outro lado a Letícia tem andado doentita (maldita bronquite) e precisa do carinho e cuidados da mamã.

Um dia regressarei em força, tenho a certeza. Mas nos próximos tempos, apesar de ir dando notícias, vou afastar-me um pouco.

E só de escrever isto, já estou cheia de dores nas costas. Pena, porque faz-me tão bem escrever...

Foto: Lucas

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Calendário do advento para a felicidade #3... again!

Era Sábado e a Letícia acordou bem cedo. Veio ter comigo e com aquela alegria contagiante de criança, disse-me: "Mamã! Mamã! Hoje temos de montar a árvore de Natal e temos de fazer o calendário do advento". Fizemos um calendário, pela primeira vez, no ano passado e, apesar de ter sido espectacular, confesso que este ano nem me lembrava desse pormenor. Claro que tínhamos de o fazer!

Na realidade aproveitámos o calendário que fizemos no ano passado (aqui) e só colámos as actividades na parte de trás de cada cartão.

Como já aqui referi, os objectivos de fazer um calendário do advento para a felicidade, passam por:
- criar momentos divertidos em família;
- criar sensações positivas como a alegria da antecipação do Natal;
- incentivar o uso de estratégias (comprovadas pela ciência) que nos fazem mais felizes.

Assim, as actividades que escolhemos este ano são muito semelhantes às que utilizámos no ano anterior (acho que foram bem seleccionadas... e também não tive tempo para fazer diferente):
29 (Sáb) – Decora a Árvore de Natal
30 (Dom) – Doa um brinquedo a uma criança que precise
           (O objectivo desta actividade passa por ensinar a bondade aos nossos filhos, até porque as pessoas que gostam genuinamente de ajudar os outros, tendem a ser mais felizes).
1 (Seg) – Escreve uma carta ao Pai Natal
2 (Ter) – Hoje é dia de montares o Presépio
3 (Qua) – Ouve a história do nascimento de Jesus
4 (Qui) – Diz algo simpático a alguém
              (A ideia é fazer pelo menos 5 elogios genuínos a pessoas com quem contactamos ao longo do dia e com isto trazer-lhes algum contentamento).
5 (Sex) – Faz uma oração a Deus
             (O objectivo passa por estimular a espiritualidade, que é algo que contribui para a felicidade. Nesta oração pode-se pedir a Deus ajuda para a concretização de sonhos e resolução de problemas, mas também agradecer pelo que de bom há nas nossas vidas).
6 (Sab) – Faz biscoitos de Natal e surpreende um vizinho com um prato
7 (Dom) – Trata das prendas de Natal
8 (Seg) – Joga um jogo de Natal
            (Cá em casa temos um livro de Natal que inclui alguns jogos. Mas basta sermos criativos, ou pesquisar na Net, para encontrarmos algum jogo divertido).
9 (Ter) – Ouve uma história de Natal
10 (Qua) – Telefona a alguém que gostes e a quem não ligas há algum tempo
              (A ideia é fortalecer as relações sociais significativas, algo que pode contribuir e muito para a nossa felicidade).
11 (Qui) – Faz um donativo de roupas que já não usas
               (Novamente... porque a bondade é tão benéfica para quem dá como para quem recebe).
12 (Sex) – Faz um gesto amigo do ambiente
                (A ideia é a criança perceber que o seu gesto faz a diferença no mundo).
13 (Sab) – Passeia na tua cidade e aprecia a iluminação de Natal
            (Esta é uma actividade para saborear a beleza das coisas simples da vida, que por vezes nos passam despercebidas).
14 (Dom) – Assiste a um filme de Natal
15 (Seg) – Festeja o Natal na tua Escola
16 (Ter) – Ouve uma história de Natal
17 (Qua) – Faz uma pintura de Natal
18 (Qui) – Ajuda alguém que precise
           (O objectivo é praticar 5 boas acções. Podem ser gestos simples, como ceder o lugar no autocarro, ajudar a vizinha que está carregada com os sacos das compras, etc.).
19 (Sex) – Diverte-te a ouvir música de Natal    
20 (Sáb) – Coloca os teus desejos na árvore de Natal
           (Num papelinho devemos escrever o nosso maior desejo - pessoal e/ou para a humanidade. Depois pendura-se a folhinha na árvore de Natal. 
             A Letícia ficou toda feliz ao ver que o seu desejo do ano passado se concretizou... era ter um irmãozinho).
21 (Dom) – Visita o presépio da igreja
22 (Seg) – Deixa a tua casa bonita para o Natal
              (O objectivo é a criança associar uma casa bonita, arrumada e sem tralha, a momentos felizes).
23 (Ter) – Delicia-te a fazer doces de Natal
              (A ideia é associar um tipo especial de comida, a esta época do ano. Trata-se de incrementar a «culinária afectiva»).
24 (Qua) – Celebra a véspera de Natal em família
25 (Qui) – Hoje é o grande dia! FELIZ NATAL!!! 

E vocês? Também fazem um calendário do advento lá por casa?

Foto: Mafalda S.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Pensamento/Lema da semana #217


"Viva de tal maneira que, 
se todas as pessoas fossem como você e todas as vidas fossem vividas como a sua, 
a Terra seria um paraíso." 
Phillips Brooks

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Pensamento/Lema da semana #216


"Há duas coisas a buscar na vida: 
primeiro, conseguir o que se quer; depois, saborear o conseguido. 
Só os mais sábios conseguem a segunda." 
Logan Pearsall Smith

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Pensamento/Lema da semana #215


"Deixe-me contar-lhe o segredo que me conduziu ao meu objectivo:
a minha força reside apenas na minha tenacidade." 
Louis Pasteur

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Um apartamento minimalista - decoração que não tem de ser aborrecida

"Perdemos tanto lugar a atulhar os espaços (...),
tanto tempo a arrumar, limpar, procurar..."

"Deixem de possuir demais,
terão mais tempo para consagrar ao vosso corpo.
E quando se sentirem bem no vosso corpo, poderão esquecê-lo e cultivar o espírito,
aceder a uma existência plena de sentido.
Serão mais felizes!"

Dominique Loreau

Ultimamente ando a espreitar sites de decoração nórdica, um estilo mais minimalista. Mas se antigamente tinha a ideia (pré-concebida) de que este era um tipo de decoração monótona, que não me agradava, hoje percebo que não é bem assim. O minimalismo também pode ser encantador, também pode incluir elementos românticos, rústicos, o que quisermos. Mas traz sem dúvida mais serenidade e funcionalidade, do que uma casa atulhada de objectos.

Deixo-te aqui um exemplo, de um apartamento de 73 m2 na Suécia.

Tem uma minúscula varanda, que me parece um espaço zen dentro de casa. Quem não relaxaria com aquele verde todo?


Apesar de ser um espaço pequeno, não está atulhado. Tem apenas uns vasos e está divido em duas áreas distintas.


Aqui está uma pequena mesa de refeição, onde podemos tomar um agradável lanche. Reparas-te como os móveis são de pequena dimensão, para não ocuparem demasiado espaço? Adoro igualmente todo o verde envolvente...


A outra área da varanda, pode muito bem ser um recanto de leitura. Gosto particularmente dos toques de cor, dados pelos vasos de flor.


Uma sala simples, com uma vista encantadora. O detalhe do candeeiro ao canto. Este foco de luz, permite criar um espaço de leitura.


A sala no seu todo. Muito simples. Ao invés de estar sobrecarregada de móveis e bibelôs, os elementos decorativos surgem com plantas (que tornam o ambiente relaxante) e com quadros nas paredes (tudo o que é pendurado na vertical, dá muito menos trabalho na altura de limpar).

No meu caso, e porque temos de pensar no que é realmente necessário para cada um de nós, talvez o móvel em frente ao sofá fosse de maior dimensão, para guardar os meus imensos livros (únicos objectos que nunca considero demais). E colocaria ali a televisão, ao invés do quadro. 


Mais um pormenor da vista da sala para a pequena varanda (são apenas umas grades junto das portadas). Aqueles vasos não são adoráveis?


A área das refeições está bastante simples. Novamente, para não tornar o espaço monótono, são colocadas flores na mesa, papel de parede numa das paredes, e há mais um quadro pendurado. Há ainda o espaço da lareira (também reparei que naqueles países gostam muito de incluir velas na decoração... mais um elemento relaxante dentro de casa).


Um detalhe do papel de parede. Decora a casa, sem dar trabalho praticamente nenhum a limpar.


E agora a vista para o quarto. Um ambiente com cores neutras, que convida a relaxar.


As janelas não têm cortinas... o que é bom para quem tem alergias. Gosto do pormenor da secretária, afinal por vezes não sabemos muito bem onde pousar o portátil ou o iPad. Assim, temos uma pequena área de trabalho dentro de casa (também já vi esta área em salas, junto da cozinha... torna-se muito útil, especialmente para quem não tem escritório).


Os cestos de arrumação das mesas-de-cabeceira são óptimos para guardar acessórios, livros, produtos de beleza... (por coincidência, tenho uns iguaizinhos na casa-de-banho). Dispensaram-se também os tapetes neste quarto (a única carpete que existe está na sala, bem como uma passadeira junto da bancada da cozinha e o tapete da entrada... ah, o pequeno quarto de hóspedes também tem uma passadeira, daquelas que não acumulam muito pó).

Os principais toques decorativos deste quarto vão para os vasinhos, os almofadões e um quadro pendurado na parede (nos países nórdicos é comum espalhar vários quadros pela casa).


Para aproveitar o espaço existem 2 roupeiros menores (um para ele e outro para ela) e um espelho estrategicamente colocado (o que dá sempre jeito, quando nos queremos arranjar).


Mais um detalhe decorativo no quarto, para quebrar a monotonia.


A cozinha também tem bancadas muito libertas de objectos (estes estão guardados nos móveis). O fogão, por incluir uma placa ao invés de bicos, é igualmente de fácil manutenção.


Os apontamentos decorativos são praticamente feitos com plantas e por um relógio pendurado na parede. Adoro aquela vista para a varanda...


Eu bem disse que os objectos (e também os produtos alimentares) estavam escondidos nos móveis...


Esta bancada extra, permite ampliar o espaço de trabalho... dá sempre jeito enquanto se cozinha e quebra a monotonia daquela parede.


Nem sei como, mas num espaço minúsculo conseguiram criar um outro quarto. Mais velas, mais vasos e, claro... quadros na parede. O roupeiro está ao fundo da cama.


Um espaço pequeno, mas sem dúvida bem aproveitado. A cor da cama também dá alegria à divisão.


Na casa-de-banho, a mobília e loiças são mais pequenas, de modo a permitir espaço suficiente para a circulação. O móvel é adequado para guardar objectos essenciais como toalhas, papel higiénico e produtos de higiene.


A isto se pode chamar aproveitamento de espaços. Pena não haver um desnível no chão, na área do duche. Não sei se assim, a água não se espalhará na casa-de-banho.


O hall de entrada é, mais uma vez, uma área funcional. Tem um espaço para pendurar malas, outro para os casacos e um banquinho onde a pessoa pode sentar-se e descalçar os sapatos - que nestes países costumam ficar à entrada (cá em casa também nos costumamos descalçar assim que chegamos a casa, mas guardamo-los num móvel).


Mais apontamentos decorativos na vertical (aquela parede de tijolo não ficou linda?). O espelho também dá jeito, para dar um toque no visual antes de sair de casa.


E é isto, um apartamento pequeno, com espaços bem aproveitados. 

E o que se ganha com uma casa mais simples e funcional? Certamente tempo para o mais importante... o que inclui ser feliz!

Fotos: Alvhem Mäkleri & Interior

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Pensamento/Lema da semana #214


"A felicidade não está em viver, mas em saber viver. 
Não vive mais o que mais vive, mas o que melhor vive, 
porque a vida não mede o tempo, mas o emprego que dela fazemos.
Autor desconhecido

Related Posts with Thumbnails