quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Como monitorizar o objetivo do «minimalismo»


Saudades de vir aqui... Estive doente e o pessoal cá de casa também (coisas do Inverno). Desta vez resolvi ir a um pneumologista e, na verdade, parece que a minha bronquite asmática da infância está de regresso. Mas nada como saber o que se tem, para poder controlar a doença.

Contudo, mesmo a sentir-me em baixo de forma, praticamente todos os dias realizei uma tarefa para alcançar o meu objetivo: o minimalismo. Isto porque a motivação continua a mesma do início do ano.

Apesar do minimalismo abranger as várias áreas da vida, comecei pela casa (um pouco como toda a gente). Propus a mim mesma destralhar/organizar pelo menos 4 vezes por semana. Prefiro ir aos poucos, porque não tenho tempo suficiente para me organizar de uma só vez. Mas passo a passo, vou vendo transformações positivas e isso, por si só, é um estímulo para continuar.

Tenho lido também sobre o tema. Um pouquinho, todos os dias. Já reli "O Poder do Menos" do Leo Babauta; "Menos é Mais" de Francine Jay e li "Menos com Menos Dá Mais" de Vicki Vrint. Sempre que posso, escrevo também no blog (ex.: "Minimalismo nas revistas" e "Como criar um guarda-roupa minimalista").

Todas estas são formas de manter a motivação. Mas algo que tem resultado muito bem, tem sido a monitorização das tarefas que realizo. Para isso recorro aos registos no meu Bullet Journal.

No meu registo semanal tenho um pequeno quadro (ou tracker), com um quadradinho correspondente a cada dia da semana. No final do quadro indico o número de vezes na semana, em que tenho de me ocupar desse objetivo (por exemplo, no que respeita à «anti-tralha», devo realizar no mínimo 4 tarefas por semana).

De notar que escrevi a expressão «anti-tralha», porque cá em casa habituámo-nos a usá-la com o sentido de tarefa de destralhar e organizar determinada área.

Não me estou a dedicar tanto a outros objetivos, para não me dispersar. Quando escrevo s/n, quero dizer «sem número definido». Noutras palavras, posso realizar tarefas relacionadas com esse objetivo, mas não é o meu foco principal.

Sempre que realizo uma tarefa, desenho uma cruz no respectivo dia da semana.

À parte disto, criei um capítulo específico (ou coleção) no meu Bullet Journal, com o título de «Organização da Casa».

Nele registo ideias interessantes, para criar um espaço mais minimalista. Mas uso-o essencialmente, para escrever sobre o que vou destralhando e organizando.






Indico a semana que se trata e depois, nos dias em que realizo alguma tarefa, registo a data e descrevo sinteticamente o que fiz. Por exemplo:

20/01/2020 - Prateleira no escritório (livros ficção) + destralhe (roupa de criança).

Perceber como tenho alcançado resultados, por menores que sejam, é bastante motivador. Um estímulo para seguir em frente. Porque como diz um provérbio popular "Devagar se vai ao longe." Eu tenho fé que sim!

Claro que isto não significa que é o adequado para toda a gente. Tu podes preferir fazer tudo de uma assentada. Mas se quiseres ir aos pouquinhos, fica a sugestão.

Fotos: 1.ª StockSnap; restantes: Mafalda S.
.............................................................
"A Felicidade é o Caminho" também está aqui:

3 comentários:

  1. Olá Mafalda! Sobre a tua asma: já pensaste fazer consulta de medicina chinesa e fitoterapia? Eu tenho feito e estou muito satisfeita com os resultados!
    Que corra tudo bem, melhores rápido e continues a deixar aqui textos inspiradores..😍
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tenho o meu Bullet Journal, tenho tanta coisa em mente e registada… mas com 2 filhos que me ocupam até perto da meia-note e trabalho fora de 8h cada vez me sinto mais perdida! :(

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails