quinta-feira, 4 de Agosto de 2011

A felicidade dos filhos e o bem-estar dos pais

O que mais desejo para a minha filha, é que ela seja feliz. Aliás, esse é o objectivo da maioria dos pais. No entanto, a verdade é que nem todos sabem como ajudar os seus filhos a concretizarem esse objectivo.

Quer uma dica para ajudar os seus filhos? Invista na sua própria felicidade.

Ao contrário do que possa parecer, trabalhar em prol da nossa felicidade não é sinal de egoísmo. Como refere o psicólogo Vasco Gaspar “o bem-estar dos filhos começa com o bem-estar dos pais”. A nossa felicidade tem assim uma forte influência na felicidade dos nossos filhos, essencialmente nos primeiros anos de vida.

Deste modo, e para afastar qualquer mito em torno deste tema, lembre-se do seguinte:
- Os filhos aprendem com o seu exemplo. Se for uma pessoa que acredita que procurar a felicidade é ser egoísta, provavelmente irá transmitir esses valores aos seus filhos;

- A sua felicidade, por norma não irá diminuir a felicidade do outro. Aliás, de acordo com diversos estudos, as pessoas felizes tendem a contagiar os outros com boas emoções e a ser mais solidários;

- Deve ser proactivo, no sentido de melhorar a sua alimentação, estilo de vida, aprendizagem ao longo da vida, solidariedade com quem precisa, defeza do ambiente, etc. – os seus filhos aprenderão consigo que a responsabilidade pela vida, depende sobretudo de nós mesmos;

- Dedique uns minutos do seu dia a relaxar ou a fazer algo que goste verdadeiramente. Isso irá aliviar o seu stress e, consequentemente, terá mais disposição para se dedicar aos seus filhos quando estão juntos;

- O seu mal-estar e negativismo têm um impacto muito forte nas pessoas que o rodeiam, nomeadamente nos seus filhos (isto porque as emoções, positivas ou negativas, são contagiosas);

- Se se estiver a sentir bem, sentir-se-á muito mais estimulado para partilhar momentos de qualidade com os seus filhos.

Em suma, a felicidade dos seus filhos, começa fundamentalmente com a sua felicidade.

Foto: Google images - Autor não identificado

25 comentários:

  1. e com isto resta-me dizer...ainda bem que eu sou uma pessoa feliz :)

    O que eu quero para a minha filha é só, que ela seja feliz e que tenha muiiiita saude :)

    Bj grande

    ResponderEliminar
  2. É bem verdade... aliás se avaliarmos bem, os dias em que achamos que os nossos filhos estão insuportáveis, muitas vezes na realidade somos nós que estamos ;)

    ResponderEliminar
  3. Olá querida Mafalda!!

    Costuma-se dizer que os filhos são o retrato dos pais e acredito muito nisso.
    No entanto, tenho tido um probleminha cá em casa, rsrsrsrs...

    Minha filhota mais nova, é um TERROR, ela não acata ordens, não fica quieta um só bocadinho e dormir é uma missão quase impossível, rsrsrs...
    e não sei onde ela aprendeu tanta rebeldia, em casa não é :(
    Com seus dois aninhos e meio, ela coloca tudo em polvoroso, buááááááá!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Querida Patrícia, isso tem a ver com as características inatas da tua filha. Não é só o ambiente que nos influencia.

    De qualquer modo, ela é muito pequenina e está numa idade em que se quer impôr. Não desanimes, que com persistência, a boa educação que lhe dás irá evidenciar-se. Aliás, a minha filhota também é toda espevitada e quer ser muito independente... Mas já noto resultados da educação que lhe dou.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Prezada amiga
    Hoje vim lhe agradecer pela sua linda e carinhosa presença lá no meu cantinho, através de um simples selinho, 300 seguidores , feito com muito carinho.
    Agradeço-lhe de todo o coração!
    Abraço amigo!
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  6. Querida....
    Que texto perfeito.
    É assim que creio. É assim que procuro viver.
    Ainda ontem, de outra forma, falava isto com minha filha de 7 anos. Sobre viver com alegria e transmitir alegria, mesmo quando há algum incomodo. E ainda achei lindo ela me ensinar que se eu tiver problema que eu posso pedir ajuda ao Papai do Céu, mas pra nunca me esquecer que a Mamãe do Céu é nossa grande protetora.

    Você é de uma sabedoria grande.

    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Olá Mafalda :)

    Concordo com tudo o que escreveste, se não estivermos bem connosco, também não estamos bem para as crianças.
    Claro que a personalidade da criança também determina o seu comportameto, mas os filhos de pais felizes, também são felizes, sem dúvida.
    A Gaspas tem toda a razão.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Muito verdadeiro seu texto. Os filhos não aprendem com palavras, mas com exemplos. Em uma casa feliz, saberão aprender o que é esse sentimento e valorizá-lo em suas vidas.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  9. Falando em felicidade e bem estar, tenho passado por riscos no ambiente profissional, fusões e aquisições, mudanças organizacionais.... Hoje pensei em você amiga portuguesa...passei boa parte do meu dia, numa reunião com 5 portugueses (Portugal Telecom) que estão inventariando a minha área. Como apesar da similaridade da lingua portuguesa, há maneirismos que podem dificultar o entendimento, que na linguagem escrita não se faz perceber. Bem, agora resta a dúvia em minha mente...Será que passei na sabatina??? Em breve quando anunciarem a nova estrutura saberei se ficarei ou se serei saída! vamos torcer.
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderEliminar
  10. belo texto, tem toda a razão na sua analisse. Se formos felizes quem nos rodeia é feliz e está bem. Logo os filhos crescem e seguem os mesmos passos ... vou tentar ser mais feliz :)
    bom fim de semana
    bjs
    paula

    ResponderEliminar
  11. Texto excelente e verdadeiro.
    Uma criança feliz é aquela cercada de segurança
    e de pais felizes. Sentimentos negativos são altamente contagiantes e acabam por interferir
    no bem estar da criança e de todos ao seu redor.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  12. É a pura verdade! Filho feliz nos deixa com sorriso no coração.

    ResponderEliminar
  13. Maravilhoso!

    Se não estivermos bem como vão eles estar?! E vice-versa

    Beijoca

    ResponderEliminar
  14. Excelente! Excelente! Excelente! sabes que este é o meu lema de vida! Mamãs/papás felizes... filhos felizes!!! É pena que haja quem não perceba isso... Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  15. Olá Mafalda, concordo plenamente com este texto. Sempre vi que em casais estáveis e felizes as crianças também são mais felizes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Gracinda Tavares Dias5 de Agosto de 2011 às 21:52

    Mafalda vejo que continua a escrever textos lindos e importantes.
    Concordo plenamente com os bons exemplos de vida feliz.

    ResponderEliminar
  17. Mafalda
    Plenamente de acordo. Quando os pais se respeitam, se amam, viem de uma forma feliz, os filhos naturalmente repetem seuu comportamento e têm enormes chances de serem adultos seguros, confiantes e felizes. Mais um texto excelente, minha amiga. Bjkas com carinho!

    ResponderEliminar
  18. Estou praticando bem meu entendimento do português de Portugal amiga!!!
    Espero você no ProjetandoPessoas!
    Um excelente final de semana!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderEliminar
  19. Como sempre um texto excelente e verdadeiro.

    Concordo plenamente. Pais felizes - filhos felizes. Tento seguir esse lema todos os dias, pois o que mais quero é que as minhas filhotas sejam felizes e tenham muita saude.

    Bjos

    P.s. Já copiei a ideia da lista de compras do post em baixo :)

    ResponderEliminar
  20. Acredito assim também. Se não nos amarmos, vamos transferir aos nossos filhos o apego, pois não temos referência do equilíbrio que está em nós.

    Minha amiga, beijo de luz!

    ResponderEliminar
  21. Veja o meu post sobre filhos adolescentes.http://mulheresprendadasxmulheresmodernas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  22. Olá:

    Temos que transmitir aos nossos filhos, equilíbrio, o que nem sempre é fácil.

    Beijo.

    Nita

    ResponderEliminar
  23. Concordo plenamente.

    Eles são o nosso reflexo: quando estão birrentos, quando estão felizes, quando estão animados, quando estão tristes ...

    Quantas vezes eu olho para o comportamento deles e penso: " O que vai hoje aqui dentro de mim!!!"

    Temos que medir nossos actos e pensamentos pois os filhos serão sem dúvida o nosso reflexo

    Gostei do post

    Beijos

    ResponderEliminar
  24. Perfeito Mafalda... lindo texto, amei... bom pra começar a semana...
    um bj

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails